Jogadores Compulsivos

Jogadores compulsivos

O jogo patológico foi reconhecido como doença pela OMS (Organização Mundial de Saúde) em 1992.

No Brasil a estatística dos jogadores compulsivos (Jogo patológico) tem aumentado, mesmo com o fechamento dos bingos. Ainda ocorre o funcionamento de casas clandestinas, que são constantemente fechadas. Temos os jogos de internet e vídeo pôquer que são responsáveis pela falência financeira, acarretando sérias consequências na vida. Em alguns casos, há outras dependências associadas como o tabagismo e o alcoolismo. Encontramos ainda alguns casos nos quais o indivíduo faz uso abusivo de medicações sem prescrições médicas.

Os jogos funcionam como recompensa, os games também atuam na região do cérebro responsável por registrar a sensação de prazer, e isso pode levar ao vício. Quando uma pessoa esta jogando, o cérebro libera uma substância chamada dopamina, que causa sensação de prazer e euforia (inclusive no computador).

Tanto o jogo como a compra compulsivos, podem levar as pessoas à falência física, social, familiar e emocional. Assim como em outras dependências, onde a pessoa perde sua crítica chegando ao último grau, fase cinco. Segundo estudos (Dr. Pablo Miguel Roig 1986,) A evolução da doença ocorre gradativamente levando a pessoa a se desorganizar internamente, passando a se vincular ao objeto de prazer imediato levando-o à aniquilação.