Estimulação Magnética

Estimulação Magnética Transcraniana (EMT)

Estimulação Magnética Transcraniana

Agora na Clínica Greenwood contamos com um novo tratamento para a depressão, a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) que é uma técnica de tratamento indolor, nãoinvasiva e segura, que vem sendo muito utilizada na área da psiquiatria e aprovada pela FDA em outubro de 2008 para uso na depressão e no Brasil em 2012 pelo Conselho Federal de Medicina para o uso em depressão, esquizofrenia e planejamento de neurocirurgia.

Os efeitos do eletromagnetismo sobre o sistema nervoso central são estudados desde 1896 pelo médico e físico D’Arsonval. Nos anos 90 começaram estudos com efeitos da EMT como a conhecemos hoje e os efeitos na depressão e outras patologias.

O tratamento consiste em uma bobina que é colocada sobre o escalpe do paciente e é gerado um campo magnético pela bobina assim nos dando a possibilidade modular a excitabilidade cortical do cérebro de estimulando ou inibindo a área cerebral desejada.

A eficácia na depressão é similar à de muitos antidepressivos não apresentando os efeitos colaterais destes. Hoje existem estudos demonstrando seus efeitos também em patologias como TOC, ansiedade, Parkinson, dor crônica, zumbido, há estudos em andamento que vêm demonstrando efeitos na diminuição da fissura em usuários de crack, cocaína e nos tabagistas. Na dependência química estudos vêm demonstrando que com 10 sessões há uma excelente resposta.

O tratamento com EMT é realizado em sessões diárias de duração em média de 25 a 30 minutos e pode ser estipulado um prazo para cada de paciente dependendo da gravidade do quadro e resposta, sendo na depressão uma média de quatro semanas, com intervalos aos fins de semana. O seguimento dependendo de cada caso pode ser semanal, mensal ou trimestral.