Archive for janeiro 2012

Polêmica, ação na Cracolândia completa 2 semanas

Polêmica, ação na Cracolândia completa 2 semanas
Comentários desativados

A ação da Polícia Militar apreendeu, até o momento, pouco mais de dois quilos de crack


O tráfico de drogas vai se afastar da Cracolândia para evitar prisões, por isso, o serviço de inteligência do DENARC é fundamental neste momento. A operação da Polícia Militar, que completa hoje duas semanas, apreendeu pouco mais de dois quilos de crack.

Já o Departamento de Narcóticos localizou, em apenas uma ação, dezesseis mil pedras da droga, que somam mais de sete quilos. Para a cúpula da segurança pública, pequenas apreensões na Cracolândia são normais e a dificuldade de Publicidadeencontrar grandes quantidades tende a aumentar.

A presença ostensiva da Polícia Militar fez com que usuários e traficantes se espalhassem e fracionassem as pedras para diminuir o tamanho. Em entrevista a Thiago Samora, o diretor do DENARC, Wagner Giudice, disse que a polícia agora vai agir para encontrar os laboratórios do crack. “Dentro da Cracolândia é muito difícil você fazer uma apreensão de mais de meio quilo. Quando chega lá, é muito espalhado”.

De acordo com a PM, o tráfico de drogas não acabou na Cracolândia, mas o local está pronto para o trabalho dos agentes de saúde. O comandante da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, explicou que não haverá ação integrada para poder aumentar as chances de adesão ao tratamento.

O secretário de Saúde, Giovanni Guido Cerri, garante que o governo do Estado está aumentando o número de leitos para internação dos dependentes químicos. Cerri lembrou que o crack é um problema sério e enfatiza que o álcool é a porta de entrada para as drogas. “O grande problema de saúde pública é o álcool, que é a porta de entrada para as drogas”.

O governador de São Paulo elogiou o trabalho dos assistentes sociais que convenceram centenas de usuários a optar pela internação sem obrigatoriedade. Segundo Alckmin, o trabalho é longo e a polícia vai continuar na região da Cracolândia por tempo indeterminado.

O governador destaca que a reunião da última semana colocou o Ministério Público por dentro das ações da polícia no Centro. De acordo com Geraldo Alckmin, agora as instituições devem agir de maneira mais integrada.

More

Cracolândia precisa “da ajuda de todos”

Cracolândia precisa “da ajuda de todos”
Comentários desativados

A polêmica na Ação Integrada Centro Legal, que ocorre na região da Cracolândia, no Centro da capital paulista, completa duas semanas.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que a região precisa da ajuda de todos, em especial, do governo federal. Segundo o governador, até o momento, foram contabilizadas 80 internações volutárias, das 1.782 pessoas abordadas por profissionais da Saúde, apreensão de 3,275 kg de crack, 15,159 kg de cocaína e de 42,524 kg de maconha, além da recaptura de 43 fugitivos procurados pela Justiça e prisão de 109 pela Polícia Militar desde o início da ocupação, no último dia 3 de janeiro.

O governador de São Paulo enfatizou que para combater a dispersão de usuários e traficantes, a Polícia Militar dobrou o policiamento nas regiões próximas à Cracolândia. Mais de duzentos policiais militares compõem o efetivo da corporação na nova fase da ação. A operação também ganhou mais viaturas. São 117 carros e 26 motos, além do patrulhamento com bicicletas, 40 cavalos, 12 cães farejadores e o helicóptero Águia.

Nos últimos meses, a presidente Dilma Rousseff e o governador de São Paulo exaltaram parceria e trocam afagos em diversos eventos. Em menos de seis meses, Dilma visitou o Palácio dos Bandeirantes três vezes em apenas seis meses. Porém, nem integrantes do PSDB nem do PT, veem essa parceria com bons olhos. Sobre o assunto, Alckmin explicou que “em nivel federal, o PT ganhou as eleições e tem o dever de governar bem. O PSDB perdeu e tem a obrigação de fiscalizar bem”. “Quem ganha governa, quem perde fiscaliza e se prepara para o futuro. E quem ganha com isso é a população”.

O PSDB promoveu, nesta segunda-feira, o segundo debate entre os pré-candidatos do partido à prefeitura de São Paulo. Os secretários estaduais Andrea Matarazzo (Cultura), Bruno Covas (Meio Ambiente), José Aníbal (Energia) e o deputado federal Ricardo Trípoli falaram a militantes tucanos em Santo Amaro, na Zona Sul, sobre os problemas da capital paulista. Mas e o ex-governador de São Paulo, José Serra, será candidato? Geraldo Alckmin defendeu a escolha ampla de um candidato majoritário e com isso, “quanto mais ampla for a escolha através de prévias, você só ganha com isso”. “Quem for escolhido tem mais legitimidade, quem não for tem o compromisso de apoiar. Isso evita divisões e une mais o partido. Se o Serra quiser ser candidato, ele será um ótimo candidato. Nós defendemos as alianças (…) O PSDB fará uma escolha democrática”.

More

Filhos de Dependentes Químicos

Filhos de Dependentes Químicos

 

Filhos de dependentes químicos tendem a serem crianças e adolescentes com dificuldades emocionais relacionadas à auto-estima, tornam-se inseguras e com riscos de desenvolver doenças como depressão e ansiedade precocemente. Vivem em ambientes estressantes e sem rotinas pré estabelecidas. Fatores que no futuro podem vir afetar seu desenvolvimento social e deficiência nas relações dentre outros prejuízos.
As dependências afetam toda a família tornando os lares ambientes tensos, frágeis, desorganizados e as relações disfuncionais. Empobrecimento em resoluções de problemas.
Predominam ainda as dificuldades escolares, riscos de agressões físicas e abusos em alguns casos.

Uma abordagem preventiva de caráter terapêutico é importante, mesmo que haja na família um membro na primeira fase da dependência.
O ambulatório da Greenwood oferece um acompanhamento terapêutico e reabilitador para crianças e adolescentes. Espaço “CRESCENDO E DESENVOLVENDO A CRIATIVIDADE” é um programa que visa estimular a criatividade, proporcionando aos jovens a oportunidade de se descobrirem através de sua própria habilidade, construindo e conservando sua motivação para a vida. Proporciona um espaço de convivência e apoio, capaz de colaborar com sua rotina. Desenvolve segurança, auto-estima e organização, além da assertividade e atitudes proativas.


Dr Juan Pablo                                                               Monique Brandão de Freitas

Médico Psiquiatra                                                                    Psicóloga Clínica

More